twitter linkedin facebook telegram instagram email
DevOps não é um cargo mas sim um Mindset!
Oct 8, 2018
3 minutes read

O motivo dessa afirmação é que hoje em dia existe uma simples e incorreta associação sendo realizada com Automação, Cloud, Ferramentas, Engenharia de software e etc…., e isto não caracteriza o que é a definição de DevOps, não como um simples cargo ou responsabilidade, mas sim como a filosofia que permite a empresa desenvolver seus processos e procedimentos de maneira orgânica, sistêmica e automática, diminuindo assim o atrito entre áreas de atuação e melhorando o tempo de entrega de novos produtos para o mercado.

E seria impossível falarmos de DevOPs sem antes citarmos Os três caminhos, que são princípios de onde todos padrões e práticas derivam. E para isso estou referenciando os livros e artigo: The DevOps Handbook, The Phoenix Project e o Docker Whitepaper.

O Primeiro Caminho - System Thinking

Muitas vezes referenciado como pipeline, é o princípio de como se mapear toda a jornada de trabalho e esforço necessário para a realização do trabalho, da esquerda para direita, idealizando desde sua concepção como produto até o momento da entrega para o consumidor final. É através do primeiro princípio que você se depara com os desafios de sempre aumentar a velocidade de entrega, diminuir as tarefas que consomem tempo demais e não contribuem para o objetivo comum do que está sendo desenvolvido e maximizar a visão de todo fluxo de trabalho do pipeline para todos os envolvidos no projeto.

O Segundo caminho - (Amplify) Feedback Loops

Trata de maneira direta o que está na direita sendo devolvido para a esqueda, ou seja, quando um defeito, bug é localizado, quanto tempo leva-se para corrigir, e corrigir continuamente… Todos concordam que um defeito só pode ser considerado um defeito válido quando ele atinge o consumidor, portanto este caminho trata em como e em quanto tempo o defeito será corrigido, pois quanto menor for este esforço, menor será o impacto no negócio. Faz parte também do segundo caminho o mapeamento de todos constraints e todos bottlenecks, com o objetivo de facilitar o ciclo de correção dos defeitos e diminuir assim o atrito na entrega de novos releases.

O Terceiro caminho - Continuous Learning

O mapeamento do tempo, correção do fluxo e dos constraints que envolvem toda criação, desenvolvimento e entrega do trabalho. Simplesmente referenciado como o caminho de aprendizagem contínua, ele fecha o ciclo dos caminhos anteriores e tem como característica colocar os envolvidos em reflexão sempre que possível, levando assim a quebra da barreira do tempo colocada inicialmente pela própria area de negócio.

Conclusão:

Como dito no início, DevOps não é um cargo, uma função, mas sim um conjunto de princípios que precisam ser exercitados diariamente, praticados incessantemente, e medidos diariamente! para que todos participantes do time possam ter a visão do que é bom e do que pode ser melhorado, para que haja foco na busca constante pela melhoria e para que no fim, o negócio obtenha sucesso.

👀
cya! 🎶🎶🎶



Back to posts


comments powered by Disqus